Solar

Energia solar em condomínios: entenda como funciona

Energia solar em condomínios: entenda como funciona

30 de novembro de 2022 0 3 min de leitura

Energia solar em condomínios: entenda como funciona

Você sabia que é possível instalar placas solares em condomínio e fazer com que todos os moradores usufruam da energia solar e da economia que elas proporcionam? A energia solar em condomínios é uma realidade, mas é muito importante ficar atento a alguns detalhes e saber como funciona o projeto.

Venha descobrir como funciona a energia elétrica gerada pelas placas solares em condomínio, seus benefícios para os moradores e todos os detalhes. Acompanhe!

Cuidados com a instalação

Antes de tudo, é essencial avaliar se há incidência de sol suficiente para produzir energia. Por ter uma necessidade maior de grande captação solar para atender todos os moradores, essa análise é fundamental para que não haja erros de cálculo e que as placas sejam capazes de atender a todos, sem faltar energia.

A conta é feita tirando a média do consumo mensal das unidades, nos últimos 12 meses. Assim, é possível ter uma base de quanto é o gasto daquele condomínio. Por meio do resultado desta conta, os profissionais calculam a quantidade de placas.

Vantagens de ter energia solar no prédio

Mesmo que não seja possível que o sistema de energia solar seja responsável pelo abastecimento total do condomínio, os moradores poderão desfrutar de um desconto significativo na conta de energia. Além disso, a instalação das placas solares tem o valor dividido entre os condôminos, fazendo com que seja um investimento de valor mais baixo, mas com alto e rápido retorno do que foi gasto.

Outra vantagem é a valorização do imóvel, já que ter energia solar em condomínios é um diferencial importante e que significa justamente economia na conta de energia, um dos fatores que é muito levado em consideração por quem vai comprar ou até mesmo alugar um apartamento.

Ler as regras do condomínio antes de começar o projeto é essencial

A instalação de energia solar é uma benfeitoria que só traz vantagens ao condomínio. Portanto, basta apresentar o projeto e seus benefícios aos condôminos na reunião e abrir a votação para que todos decidam se é viável ou não. 

Como é um excelente negócio, é muito provável que a maioria concorde. Para que a obra seja autorizada, é preciso do voto a favor de metade + 1 pessoa, ou seja, a maioria simples.

A Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica – já tem normas técnicas bem estabelecidas quanto à instalação do projeto, que deve ser feito por profissionais habilitados e especializados neste serviço. Desta forma se obtém as licenças necessárias e o dimensionamento das placas é feito de forma correta.

Depois de instalada, mas antes de ligar, é importante que a distribuidora de energia local faça a vistoria do local e confira se tudo está regular. Após essa vistoria, o uso das placas é autorizado e pode ser iniciado.

O uso de energia solar em condomínios verticais é muito vantajoso, um projeto que vale muito o investimento e vai trazer economia para todos os moradores durante muitos anos, além de promover a valorização de todas as unidades.

Quer saber quanto seu condomínio ou casa precisaria para ser abastecido de energia solar? Faça aqui uma simulação!

Se você quiser saber mais sobre o assunto, acesse o blog da Leveros e fique por dentro!

Compartilhe este post ;)
Tags

Não existem tags para este post!

Inscrever
E-mail:
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários