Dicas

Superstições de Réveillon

30 de dezembro de 2015 0 3 min de leitura

 

Os brasileiros costumam ser supersticiosos, e isso não é diferente na virada de ano. Mesmo os mais céticos tem sua superstição em segredo que não abre mão a cada réveillon.

Essas tradições todos conhecem, mas e a origem delas? Acompanhe:

Sete Ondas: Segundo os gregos, o mar tem um poder espiritual para renovar nossas energias, mas foram os africanos que trouxeram à tona a tradição de pular as ondas. Sete é um número espiritual e, ao pular as ondas, você invoca Iemanjá, que dá forças para passar por cima das dificuldades do ano que está por vir.

Uvas: O costume de comer uvas na virada de ano vem da Espanha, para trazer sorte e fartura (não dinheiro). Lá eles comem uma uva a cada badalada do relógio, uma para cada mês do ano.

Roupas Brancas: Também é uma tradição africana para paz e purificação espiritual, outra forma de homenagear Iemanjá.

Vinho Espumante: Pelo cristianismo o vinho traz sabedoria e vida, também acredita-se que, por ser feito da uva, a bebida possa trazer sorte e prosperidade para o ano novo.

Fogos de Artifício: Esse costume vem da China, que não comemora o ano novo na mesma data que nós, mas também é cheia de tradições. Os fogos iluminam o céu a noite para que o ano inicie iluminado e afaste o mal que vive na escuridão.

Lentilhas: Uma colher de sopa é suficiente para assegurar um ano inteiro de muita fartura, a origem é italiana.

Romã, Nozes, Avelãs e Castanhas: Tem origem árabe, também assegura fartura durante todo o ano. Especialmente com a Romã, costuma-se consumir a guardar sete sementes na carteira.

Arroz: Para países orientais o arroz simboliza riqueza, abundância, sorte e fertilidade.

Dinheiro no Sapato: Os orientais acreditam que a energia do nosso corpo entra pelos pés. Quanto maior a nota, mais riquezas e prosperidades virão.

Carnes: Na França existe o costume de consumir frutos do mar e carne de porco. São animais que só andam para a frente, acredita-se que consumindo-os, a vida progredirá. Aves significam atraso na vida, já que ciscam para trás.

Rolha da Garrafa: Da Inglaterra vem a tradição de esconder a rolha da garrafa que foi aberta para comemorar o ano novo, serve para atrair dinheiro. Mas ninguém deve achar a rolha, hein!

Se essas superstições realmente funcionam ou não ninguém sabe, o que vale é o sentimento e a intenção de renovação. Promessas são feitas, desejos pensados, mal-entendidos superados, e no ano que se aproxima, as atitudes devem ser renovadas junto com os desejos.

Que o ano novo que se inicia seja repleto de alegrias e conquistas. Feliz 2016!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *